José Pedro Fontes lidera Rali do Alto Tâmega após primeiro dia

Chaves, Vila Real, 02 set 2022 (Lusa) – O piloto José Pedro Fontes (Citroën C3), navegado por Inês Ponte, lidera o Rali do Alto Tâmega, penúltima prova do Campeonato de Portugal, após as primeiras três das nove especiais da prova.

José Pedro Fontes concluiu este primeiro dia de prova com o tempo de 18.10,2 minutos e apenas 0,4 segundos de vantagem sobre Bruno Magalhães (Hyundai i20), segundo classificado.

Armindo Araújo (Skoda Fábia), que se pode sagrar campeão nacional já nesta prova se ficar nos quatro primeiros lugares, é terceiro, a 9,3 segundos do líder.

“Estamos dentro da discussão do rali e, acima de tudo, temos controlados os nossos dois adversários na luta pelo título. Esse é o nosso maior objetivo e amanhã [sábado] vamos manter o nosso foco nesse sentido”, afirmou, no final da etapa, o piloto de Santo Tirso.

No sábado, os pilotos enfrentam mais seis provas especiais de classificação, com dupla passagem por CIM-Alto Tâmega, Carvalhelhos/Boticas e Boticas/Vidago, que na última passagem funciona como ‘power stage’, que atribui pontos extra aos três pilotos mais rápidos.

A dupla José Pedro Fontes/Inês Ponte, em Hyundai i20 N Rally 2, lidera o Rali da Água-CIM Alto Tâmega.

No final das duas primeiras classificativas, a dupla José Pedro Fontes/Inês Ponte, em Hyundai i20 N Rally 2, lidera o Rali da Água-CIM Alto Tâmega.

Em segundo, a +1,7 segundos, encontrava-se Bruno Magalhães/Carlos Magalhães, também em Hyundai i20 N Rally 2. O terceiro lugar era ocupado por Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally 2 Evo), com +9,4 segundos.

O primeiro dia acabou com a espetacular Super Especial, assistida por milhares de pessoas.

Classificação Geral após 2 classificativas

1º – José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3) – 15:48.3

2º – Bruno Magalhães/Carlos Magalhães (Hyundai i20 N Rally 2) – 15:50.0

3º – Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skodia Fabia Rally 2 Evo) – 15:57.7

4º – Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20 Rally 2) – 16:00.1

5º – Pedro Meireles/Pedro Alves (Hyundai i20 N Rally 2) – 16:01.2

6º – Miguel Correia/Jorge Carvalho (Skoda Fabia R5 Evo) – 16:09.5

7º – Bernardo Sousa/Vitor Calado (Citroen C3 R5) – 16:09.01

8º – Paulo Meireles/Marcos Gonçalves (Hyundai i20N Rally 2) – 16:18.3

9º – Pedro Almeida/Mário Castro (Skoda Fabia R5 Evo) – 16:21.6

10º – Manuel Fernandez/Jose Murado (Citroen C3 R5) – 17:00.9

Fotos: Zoom Motorsport

Início do Rali da Água-CIM Alto Tâmega na Biblioteca Municipal de Chaves

Centenas de pessoas marcaram presença, hoje à tarde, na Praça General Silveira, em Chaves, onde teve início o Rali da Água-CIM Alto Tâmega. A receber os pilotos estiveram o presidente da Câmara Municipal de Chaves, Nuno Vaz o vice-presidente da Câmara Municipal de Boticas, António Augusto Pires, o presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), Ni Amorim, e o presidente da CAMI-Motosport, Nuno Loureiro.

Antes de se fazerem à estrada, todos os pilotos inscritos receberam uma recordação do CAMI-Motorsport: uma caneca da edição 2022 do Rali da Água-CIM Alto Tâmega.

Dali, os pilotos, incluindo os inscritos no FPAK Junior Team, partiram para as primeiras classificativas do dia. Hoje, a prova termina com uma Super Especial noturna, em Chaves.

Armindo Araújo será o primeiro a sair para a estrada.

A ordem de partida dos pilotos (10 primeiros) para as primeiras classificativas de hoje do Rali da Água-CIM Alto Tâmega é liderada por Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skodia Fabia), correspondendo à classificação do Qualifying. A única exceção foi mesmo a troca de posições entre Ricardo Sousa/Luís Marques e Ernesto Cunha/Rui Raimundo.

1 – Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skodia Fabia)

2 – José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3)

3 – Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20 N)

4 – Pedro Meireles/Pedro Alves (Hyundai i20 N)

5 – Bruno Magalhães/Carlos Magalhães (Hyundai i20 N)

6 – Miguel Correia/Jorge Carvalho (Skodia Fabia R5 Evo)

7 – Pedro Almeida/Mário Castro (Skodia Kabia R5Evo)

8 – Paulo Caldeira/Ana Gonçalves (Citroen C3 R5)

9 – Ricardo Sousa/Luís Marques (Peugeot 208 Rally 4)

10 – Ernesto Cunha/Rui Raimundo (Peugeot 208 Rally 4)

Armindo Araújo/Luís Ramalho, num Skodia Fabia, dominou o qualifying

Armindo Araújo/Luís Ramalho, num Skodia Fabia, dominou o qualifying, no arranque do Rali da Água, fazendo o tempo de 2.09.191. José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3) conseguiu o segundo (+0.777), logo seguido de Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20), com +1.053.

Qualifiyng

1º Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skodia Fabia) 2.09.191

2º José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3) 2.09.996

Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20) 2.10.244

4º Pedro Meireles/Pedro Alves (Hyundai i20 N) 2.10.929

5º Bruno Magalhães/Carlos Magalhães (Hyundai i20 N) 2.10.935

6º Miguel Correia/Jorge Carvalho (Skoda Fabia R5 Evo) 2.11.551

7º Pedro Almeida/Mário Castro (Skoda Fabia R5 Evo) 2.18.026

8º Paulo Caldeira/Ana Gonçalves (Citroen C3 R5) 2.21.472

9º Ernesto Cunha/Rui Raimundo (Peugeot 208 Rally 4) 2.25.217

10º Ricardo Sousa/Luís Marques (Peugeot 208 Rally 4) 2.53.388

Foto: Onpace Media

Aí está o RALI DA ÁGUA – CIM Alto Tâmega

Um fim-de-semana de grandes emoções
Autarcas de Chaves e Boticas destacam importância do rali para a região

O Rali da Água – CIM Alto Tâmega vai para a estrada este fim-de-semana, dias 2 e 3 de setembro, percorrendo a região do Alto Tâmega. Uma prova, organizada pelo CAMI – Motorsport, aguardada com grande expectativa por pilotos e adeptos da modalidade, podendo vir a consagrar o novo campeão nacional de ralis.
Em termos desportivos, o Rali da Água CIM Alto Tâmega conta com a presença dos dois últimos vencedores – José Pedro Fontes/Inês Ponte e Bruno Magalhães/Carlos Magalhães –, que, conjuntamente com os campeões nacionais Ricardo Teodósio/José Teixeira e pilotos com a valia das duplas Pedro Meireles/Pedro Alves e Paulo Meireles/Marcos Gonçalves e do regressado Bernardo Sousa, acompanhado por Vítor Calado, prometem dar espetáculo nas estradas da região do Alto Tâmega.
Para o presidente da Câmara Municipal de Chaves, Nuno Vaz Ribeiro, “o Rali da Água tem-se afirmado, paulatinamente, como um dos grandes cartazes de promoção do Alto Tâmega e Barroso, atraindo e fidelizando aficionados dos mais variados pontos do território nacional”.
O autarca flaviense deixa um convite: “Quem nos visita acaba por descobrir o que de melhor se oferece em Portugal, num fim-de-semana em que a velocidade na estrada será acompanhada pela beleza ímpar dos troços escolhidos e de ofertas turísticas singulares, aliadas a uma gastronomia de excelência. Venham participar na prova de 2022, visitem o Alto Tâmega e Barroso”.
Já o Presidente da Câmara Municipal de Boticas, Fernando Queiroga, garante que “o Rali da Água – Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega é já uma das maiores referências do desporto motorizado na nossa região, contribuindo para catapultar o turismo e a economia deste território do interior do país. Faço votos para que a edição de 2022 seja uma prova memorável e motivo de ainda mais visitas ao concelho de Boticas e ao Alto Tâmega, aproveitando o que de melhor há e se faz nesta região”.
Uma prova com muitos motivos de interesse
Inserido no calendário do Campeonato de Portugal de Ralis, o Rali da Água tem vários motivos de interesse. Com a pressão do título do seu lado, Miguel Correia/Jorge Carvalho terão que imprimir um ritmo forte, de maneira a impedir que os atuais líderes do nacional, Armindo Araújo/Luís Ramalho, possam, desde já festejar, o título nacional, bastando à dupla da The Racing Factory conquistar um pódio para, matematicamente, garantir o cetro. Podem até ser quartos classificados, se vencerem a Power Stage, sendo indiferentes os resultados que façam os seus adversários.
Nas duas rodas motrizes espera-se luta renhida entre os primeiros classificados do Nacional 2RM, ambos em Peugeot 208 Rally4. Se os líderes, Ernesto Cunha/Rui Raimundo poderão dar um passo decisivo na luta pelo título, a dupla segunda classificada, Ricardo Sousa/Luís Marques, necessita de uma vitória para levar a decisão para a última prova do campeonato.
Os concorrentes do Campeonato Promo vão iniciar o seu rali com a disputa da Super Especial, na sexta-feira à noite, na cidade de Chaves, onde são esperadas milhares de pessoas, entre os quais diversas figuras flavienses, a começar pelo Presidente da Câmara Municipal, Nuno Vaz. Poderão acompanhar os pilotos ao longo dos cerca de 2,5 km, numa Super Especial compacta e desenhada por forma a permitir uma maior visibilidade. No final terá lugar um show Motorsport, com chancela CAMI – Motorsport, para entretenimento dos espectadores presentes.
Para o final do Rali, que se espera possa ser apoteótico, está reservada a PowerStage Boticas/Vidago. Nessa altura serão consagrados os vencedores da prova, e com forte possibilidade de serem coroados os novos campeões nacionais. Vão ser recebidos por diversas figuras, entre as quais o presidente da Câmara Municipal de Boticas, Fernando Queiroga, sendo ainda esperada a presença do presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), Ni Amorim.
A cerimónia de pódio e de consagração terá lugar, como habitualmente, na Biblioteca Municipal de Chaves.
A tudo isto soma-se a possibilidade de ver, ou rever, a dupla tricampeã de Ralis Norte, Luís Delgado/André Carvalho, que cumprirão a função de carro 0, aos comandos do Skoda Fábia R5 da VLB. O carro 00 será o Corsa e-rally da Sports and You, uma estreia nas estradas nacionais, pilotado pelo jovem Lucas Simões.
Considerado um dos melhores a nível nacional, contando com o apoio dos municípios de Boticas, Chaves e da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega, o Rali da Água – CIM Alto Tâmegapromove a região. A sua localização geográfica – proximidade com Espanha – e a marca Água são mais-valias que o próprio rali potencia, com impacto na comunicação social regional, nacional e do país vizinho.

Mensagem do Presidente

“O Rali da Água – Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega é já uma das maiores referências do desporto motorizado na nossa região, contribuindo para catapultar o turismo e a economia deste território do interior do país. Faço votos para que a edição de 2022 seja uma prova memorável e motivo de ainda mais visitas ao concelho de Boticas e ao Alto Tâmega, aproveitando o que de melhor há e se faz nesta região.”

Fernando Queiroga
Presidente da Câmara Municipal de Boticas

RALI DA ÁGUA – CIM Alto Tâmega com novos troços e uma Super Especial renovada

·    Dias 2 e 3 de Setembro, numa organização do CAMI – Motosport

·     Prova pode vir a consagrar o novo campeão nacional de ralis

O Rali da Água – CIM Alto Tâmega vai para a estrada nos dias 2 e 3 de setembro, percorrendo a região do Alto Tâmega. Inserido no calendário do Campeonato de Portugal de Ralis, e numa organização do CAMI – Motorsport, a prova está a ser aguardada com grande expectativa, podendo vir a consagrar o novo campeão nacional de ralis.

Considerado um dos melhores a nível nacional, contando com o apoio dos municípios de Boticas, Chaves e da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega, o Rali da Água – CIM Alto Tâmega tem, este ano, algumas novidades, especialmente nas provas especiais de classificação, nomeadamente a PEC Carvalhelhos/Boticas, com mais de metade do traçado totalmente novo. 

A Super Especial foi também redesenhada: está mais compactada, permitindo aos milhares de aficionados que se esperam na região, que vão impulsionar o turismo local no primeiro fim-de-semana de setembro, acompanhar os pilotos mais perto das emoções que os ralis transmitem. Aguardam-se algumas surpresas no final da Super Especial, nomeadamente demonstração de outro tipo de viaturas….    

Para além do Campeonato de Portugal de Ralis, o Rali da Água-CIM Alto Tâmega pontua também para os Campeonatos de Portugal de Ralis GT, Clássicos, Júnior, 2 Rodas Motrizes, Kia Rally Cup, FPAK Junior Team e Campeonato FPAK Promo de Ralis.

No que ao Campeonato Promo diz respeito, os concorrentes vão disputar a Super Especial antes do CPR, permitindo uma visibilidade acrescida. O CAMI – Motosport, de forma a ir ao encontro das expectativas deste Campeonato, tem previsto para os concorrentes do Promo um Pódio exclusivo, além de entrevistas e transmissões televisivas, proporcionando às equipas o retorno só possível numa prova inserida no CPR.

As inscrições decorrem a bom ritmo, esperando o CAMI – Motorsport que a lista final tenha os melhores pilotos nacionais em prova. Considerado uma referência, a nível nacional, na organização e dinamização de campeonatos FPAK, tem uma estrutura preparada e altamente motivada para, dias 2 e 3 de setembro, dar a conhecer um dos melhores ralis nacionais, repleto de história e que mostra todas as belezas da Região do Alto Tâmega. A sua localização geográfica – proximidade com Espanha – e a marca Água são mais valias que o próprio rali potência, com impacto na comunicação social regional, nacional e do país vizinho.

CAMI – Motorsport – Uma marca de prestígio no Desporto Motorizado, inicia o segundo semestre em grande destaque:

Rali da Água – CIM Alto Tâmega a 2 e 3 de Setembro
Baja TT Norte de Portugal a 8 e 9 de Outubro

Com 15 anos de experiência no Desporto Motorizado, o CAMI Motosport é considerado como uma referência, a nível nacional, na organização e dinamização de campeonatos FPAK, com forte incidência no Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, Campeonato de Portugal de Ralis, Campeonato de Portugal de Todo o Terreno e Velocidade.
Prova disso mesmo é a realização do Rali da Água – CIM Alto Tâmega, nos dias 2 e 3 de Setembro, percorrendo a região do Alto Tâmega e inserido no Campeonato de Portugal de Ralis.
Com o apoio dos municípios de Boticas, Chaves e da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega, o Rali da Água – CIM Alto Tâmega afirmou-se já no panorama dos Ralis de Asfalto nacionais, movimentando mais de meia centena de equipas, sem esquecer os milhares de adeptos que viajam até à região, impulsionando o turismo local
Para além do Campeonato de Portugal de Ralis, o Rali da Água-CIM Alto Tâmega pontua também para os Campeonatos de Portugal de Ralis GT, Clássicos, Júnior, 2 Rodas Motrizes, Kia Rally Cup, FPAK Junior Team e Campeonato FPAK Promo de Ralis.
Um rali repleto de história, que dá a conhecer as belezas da Região do Alto Tâmega. A sua localização geográfica – proximidade com a região da Galiza (Espanha) – e a marca Água são mais valias que o próprio rali potencia, com impacto na comunicação social regional, nacional e do país vizinho.
Cerca de um mês depois, a 8 e 9 de Outubro, com epicentro na Vila de Murça, o CAMI Motorsport com a colaboração da Sociedade Artística Reguenguense organiza, pela primeira vez, a Baja TT Norte de Portugal prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Todo o Terreno. 
É o regresso do TT ao Norte de Portugal, num percurso delineado entre as regiões do Alto Douro e Vale do Tua, a exigir grande perícia dos pilotos.
Uma prova aguardada com grande expectativa também pelo público nortenho e que se espera traga milhares de pessoas à região. 

José Pedro Fontes de regresso às vitórias

A dupla José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3 R5) sagrou-se vencedora, este domingo, do Rali da Água-CIM Alto Tâmega, quinta prova do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), organizada pelo CAMI Motorsport, depois de bater Bruno Magalhães por uma margem de 3.5 segundos.

O rali transmontano foi verdadeiramente empolgante em termos competitivos, já que apenas ficou decidido nos 12,8 quilómetros da segunda passagem pelo troço de Boticas/Vidago, o nono e último da competição. A luta pela vitória teve, ainda, como protagonista Armindo Araújo, que liderou durante a etapa de sábado, embora ao final do dia dispusesse de apenas um segundo de vantagem face a Bruno Magalhães. E quando esteve começou, hoje, a ganhar tempo à concorrência, ascendendo ao primeiro lugar, pensou-se que talvez pudesse repetir o triunfo de 2020. Contudo, durante a tarde Fontes atacou forte, passou a ser primeiro e não mais largou tal posição, para regressar às vitórias depois de um longo jejum, que durava desde o Rali Vidreiro de 2019.

Armindo Araújo completou o pódio e manteve a liderança do CPR, que continua a ter Ricardo Teodósio no segundo lugar e Bruno Magalhães em terceiro.

O triunfo nas duas rodas motrizes pertenceu a Carlos Fernandes (Peugeot 208 Rallye4), enquanto nos Clássicos a vitória foi de Nuno Carreira (Subaru Impreza) e no Regional Norte de Fernando Peres (Mitsubishi Lancer).

Classificação final:

1º, José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3 R5), 58m53,0s

2º, Bruno Magalhães/Carlos Magalhães (Hyundai i20 R5), a 3.5s

3º, Armindo Araújo/Luís Ramalho (Skoda Fabia R5), a 12.5

4º, Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia R5), a 15.6

5º, Bernardo Sousa/Vítor Calado (Skoda Fabia R5), a 1m14.2s

6º, Iago Caamaño/Javier Varela (Citroen C3 R5), a 2.51.9

7º, Manuel Castro/Ricardo Cunha (Skoda Fabia R5), a 3.23.6

8º, Carlos Fernandes/Valter Cardoso (Peugeot 208 Rallye4), a 4.19.2

9º, Luís Delgado/Jorge Henriques (Peugeot 208 Rallye4), a 4.22.9

10º, Paulo Neto/Vítor Hugo (Skoda Fabia R5), a 4.23.5

CAMPEONATO

Absoluto: 1º, Armindo Araújo, 105 pontos; 2º, Ricardo Teodósio, 101; 3º, Bruno Magalhães, 93; 4º, José Pedro Fontes, 84; 5º, Bernardo Sousa, 67.

O Rali da Água-Transibérico Eurocidade Chaves-Verín disputa-se nos dias 15 e 16 de setembro, numa organização do CAMI Motorsport.

Organizado por

Contactos

© CAMI Motorsport 2020 | Política de Privacidade | Desenvolvido por Ricardo Magalhães Design